Monday, February 5, 2007

De passagem

Saco plástico de farmácia, contendo nota fiscal para uma escova de dentes Colgate Pro. Moedas de 5 centavos. Embalagem de Clorets pela metade. Fósforo de restaurante. Canhotos de gastos em bares. Lanchonetes. Deixados para trás. Podiam significar alguma coisa. Contar histórias, revelar segredos, pecados e prazeres. Não. São apenas coisas que pessoas esquecem. Ruas, nomes, números, postes. O sol. A paisagem. Uma camareira de hotel. A cidade. Coisas de que pessoas apressadas não fazem questão de lembrar. Não têm importância. Não dão um conto.

2 comments:

Roseane said...

Bin-go, boy!

t. said...

e tem gente, até hoje, tentando decifrar...